5 Dicas simples para acelerar o site da sua empresa

No Comments

Não é novidade, quanto mais rápido acontecer o carregamento de uma página e for exibida nos computadores e celulares dos clientes, melhor será para os negócios da sua empresa. Essa velocidade depende de vários fatores e infelizmente não são todos que você pode controlar, mais dois deles sim.

O primeiro é escolhendo uma empresa de hospedagem que tenham servidores rápidos e a segunda forma é otimizando seu website.

“Torço que a sua escolha como provedor de hospedagem tenha sido a EmpresaHost Soluções. (rs)”

Para otimizar e melhorar o desempenho das páginas do seu site preparamos algumas dicas. A maioria são dicas básicas, mas irão auxiliar para que seu site carregue e seja exibido de forma ainda mais rápida.

1. Reduzir a latência reduzindo as solicitações HTTP (HTTP requests)

Toda solicitação HTTP do seu site, ou seja, cada item que ele precisará carregar para exibir a página, irá levar um período de tempo para acontecer. Em média a latência é de 0,2 segundos. Então, se seu site está carregando 10 itens, por exemplo, independentemente do tipo (stylesheets, imagens, Vídeos, animações ou scripts), serão quase 2 segundos perdidos somente na solicitação aos arquivos.

A solução aqui é diminuir o numero de solicitações onde for possível, por exemplo, se seu site contém uma área com muitas imagens, como o cabeçalho, rodapé, menus com imagens, você pode reduzir o número de solicitações HTTP com Image Maps. Falaremos sobre isso em breve.

Além disso você também pode reduzir o numero de chamadas á arquivos como folhas de estilo (um stylesheet style.css), JavaScript, entre outros, unindo-os em um só arquivo.

Não Confie em Outros Sites!

Se você tem vários componentes no seu site que estão carregando itens de outros sites, eles estão diminuindo a velocidade do seu site.

Vários HTTP requests do mesmo servidor influem no tempo de carregamento. Mas com o HTTP requests á servidores externos (fora do seu domínio), a latência irá ser ainda maior, o que poderá se tornar crítico se estes servidores saírem do ar.

Solução. Sempre que possível mantenha esses componentes no mesmo servidor.

 

2. Salve suas imagens corretamente

Um grande erro é salvar as imagens no Photoshop da forma regular. Esse programa tem uma função Salvar para web, utilize-a. Mas isso não é suficiente. Você deve experimentar diferentes configurações e formatos para seu arquivo. Por exemplo, logotipos na maioria dos casos terá um peso menor ao salvar utilizando o formato .png. Fotos normalmente ficam com um aspecto melhor e um menor peso ao salvar como .jpg. E, imagens mais simples, de tamanho reduzido e que utilize poucas cores a melhor opção será o .gif.

Um fator importante para o tamanho de uma imagem é o número ou a paleta de cores utilizadas na imagem. Gradientes sempre vão aumentar bastante o tamanho de uma imagem e por isso devem ser evitados quando possível.

Algumas vezes somente mudar o formato do texto no cabeçalho e substituir o gradiente com um overlay de cores (ou apenas reduzir a opacidade do gradiente), ajuda a economizar alguns kilobytes. Porém, se você precisa manter seu gradiente, poderá experimentar com a ferramenta Websnap que remove cores semelhantes da paleta. Experimente um pouco com o Photoshop, salvando sua imagem para web com várias configurações. Uma vez que você domina esta habilidade, você pode economizar muitos kilobytes em todo o site.

 

3. Compressão

Além de reduzir o número de HTTP requests, o tamanho de cada request deve ser diminuído também. Já fizemos isso no caso das imagens, mas como podemos resolver isso com outros itens do site?

Você pode economizar uma boa parte do espaço em comprimir códigos CSS, JavaScript e PHP que você está usando em seu site. Comprimindo códigos PHP normalmente não iria fazer nada, pois se trata de uma linguagem server-side, mas quando é utilizada para estruturar seu site ou blog, comprimindo o PHP em eliminar todos os espaços no seu código pode ajudar muito.

O problema em comprimir os arquivos é que ao precisar edita-los e o encontro das área do código a serem alteradas seria mais complicado. A saída é manter duas versões, uma versão compactada para uso on-line e uma versão descompactada. Quanto á compressão do código PHP, geralmente a edição dos arquivos precisará ser feita de forma manual, removendo qualquer espaço.

No caso de códigos CSS, a mesma coisa, mas existem ferramentas que permitem fazer isso, como o YUI Compressor, que também serve para comprimir JavaScript.

 

4. Evite JavaScript o máximo possível

Além de aumentar o tamanho do seu site, a execução do JavaScript (depende do que ele faz) pode diminuir a velocidade do seu site também. Funções como Busca instantânea, Comentários instantâneos estão vinculados a grandes arquivos JS que mantém o browser do visitante ocupado. Quanto menor, melhor. E, remover as chamadas desnecessárias

 

5. Remover chamadas PHP / MySQL desnecessárias

Este passo provavelmente é somente interessante uma vez que você tenha seguido as outras dicas.
Ao utilizar sistemas como o WordPress, e outros parecidos, remova as chamadas desnecessárias no código PHP. Desative os plugins que possuem pouca utilidade ao site. Com isso você consegue diminuir a carga do servidor e o tempo de carregamento do seu site.

Plugins podem ser algo ruim, especialmente se estes plugins dependem de muitos comandos MySQL, que geralmente demoram muito mais que comandos PHP, e assim diminuam a velocidade da página inteira.

Sempre que possível, deixe alguns itens fixo no seu código. Elementos no código que não mudam, tais como o nome do seu blog ou seu feed ou o lugar do seu stylesheet, você pode deixar fixo.

É difícil explicar que tipo de elementos você pode tirar desses sistemas, mas verifique quais itens você não vai usar no seu site. E busque por formas de otimizá-los. Sistemas como WordPress, Drupal, Joomla, entre outros, que normalmente são utilizados na criação de sites, possuem muito material sobre o assunto.

Qual é a sua necessidade? Podemos criar o site da sua empresa, incluindo sistemas para automatizar seu negócio e etapas dentro do site. Criar campanhas e divulga-las para o público-alvo desejado. Disponibilizar extensões de domínios nacionais e internacionais, inclusive especiais como .BAR ou .PIZZA por exemplo. Oferecemos servidores estáveis e seguros para hospedar seu projeto e com suporte em português. E ainda realizamos correções de falhas em sites já existentes, além de criação de conteúdo. Podemos fazer muito por seu negócio, fale conosco. Estamos na cidade de Indaiatuba - SP e atendemos a todo o Brasil. Conheça alguns dos nossos clientes.

Faça uma análise do seu site

Oferecemos serviços profissionais de SEO que ajudam a aumentar a sua pontuação de sites de busca orgânica drasticamente a fim de concorrer para a mais alta classificação, mesmo quando se trata de palavras-chave altamente competitivos.

Receba nossa Newsletter!

Campos marcados como * são requeridos.

Veja também

Ver todos os artigos